terça-feira, 1 de setembro de 2009

Sem Máscaras



Jovem estudante araçatubense produz vídeos que são sucesso no YouTube

Ficar famoso atualmente se tornou fácil. Com o advento da chamada Web 2.0 o público se torna muito mais do que mero receptor de conteúdos, passando a contribuir com material a ser disponibilizado na rede. Ferramentas como Orkut, MSN, YouTube e mais recentemente, o Twitter, fizeram com que o mundo ficasse pequeno para algumas pessoas.

Estudante do 8° Semestre do curso de Direito do Centro Universitário Toledo, Lúcia Pastorello, 21 anos, é tímida ao extremo. Autodenominada como uma garota de “poucos amigos”, a jovem esconde por trás dos longos cabelos castanhos e olhar cabisbaixo, uma confluência de talentos natos. Estar em um “mundinho fechado” seria desperdiçar suas façanhas. A solução encontrada pela moça para “ser o que realmente é” foi se gravar fazendo o que mais gosta de fazer e postar o resultado no site de vídeos YouTube (www.youtube.com/lucirello).

Diante de uma câmera, a tímida araçatubense deixa que sua versatilidade saia do armário. Com performances que variam desde dança do ventre até a imitação de uma arara, Lúcia já postou mais de 100 vídeos na web. Mas a estudante não se importa com a fama. “Vejo nos vídeos uma forma de romper com o tédio e a tristeza. Diante da câmera, sou o que realmente sou no cotidiano”, revela.

O sucesso dos excêntricos vídeos de Lúcia é comprovado quando observamos o número de acessos: cerca de 213 mil pessoas de todo o mundo já tiveram a oportunidade de se divertir com sua engraçada imitação de Pikatchu, personagem da série animada Pokémon. Outras façanhas também obtiveram êxito, como a performance instrumental em piano da música-tema da filme “O Senhor dos Anéis”, com 160 mil acessos, e a entoação da música “Come Under”, vista por cerca de 79 mil pessoas.

Estudos

Lúcia enxerga nos vídeos uma forma eficaz de romper a barreira da timidez. Já pensou em cursar teatro, mas pensa que não aproveitaria, pelo fato de ser muito tímida. Quanto aos estudos, a moça é incisiva: “Minha relação com a web possui uma dosagem certa. Tenho por meta ser aprovada em concursos públicos, e sei que tenho que me dedicar ao máximo nesta reta final da faculdade”.

O Direito, para muitos é tido como uma área conservadora e austera, mas Lúcia acredita que suas produções online não afetarão a carreira. “Nunca fiz apologia a nenhum tipo de crime e reconheço os perigos relacionados à rede. Por isso posto apenas o que gosto de fazer, como forma de entretenimento”, diz.

Relacionamentos

Devido ao grande público que acessa o material, a irreverente estudante possui muitos amigos virtuais, inclusive estrangeiros, com os quais mantém contato pelo Twitter, Orkut e MSN. “Construí amizades virtuais verdadeiras, até melhores do que certas ‘amizades reais’, mas reconheço que não existe nada melhor do que o contato cara a cara”, acredita.

Utilizando o YouTube como forma de “extravasar”, Lúcia afirma sentir-se leve após produzir seus vídeos, tanto que enxerga o fato como uma terapia. A jovem tem por objetivo inspirar as pessoas a ser o que realmente são e viverem desprovidas de máscaras. “Minha mensagem a cada vídeo postado é Carpe Diem, ou seja, aproveite seu dia ao máximo! Seja louco. Não tenha vergonha de ser você mesmo”, aconselha.


(*) Matéria idealizada no dia 01/09/2009 como Atividade Avaliativa da Disciplina Jornalismo Online e Novas Tecnologias, ministrada pelo professor José Marcos Taveira.

2 comentários:

Rafael Lopes disse...

Muito bom o texto Diuân.

A guria é doidinha, Já pensou se ela fosse dessa forma no cotidiano??

auhauah

abraço

Ayne Regina Gonçalves Salviano disse...

Definitivamente esta garota sabe fazer marketing pessoal.